Como escolher um bom sistema de contabilidade

O sistema de contabilidade é um investimento que você fará ao seu escritório, para o seu melhor funcionamento. Por isso mesmo, a escolha do sistema que irá auxiliar o seu serviço não é algo fácil, já que uma vez escolhido vocês criarão um vínculo profissional. As informações da sua empresa estarão no banco de dados desse sistema, o que dificulta e faz o escritório contábil perder MUITO tempo caso haja uma mudança. Um dos sistemas que poderá auxiliar seu escritório contábil é o CRM para contabilidade da Contabilit, se você ainda não conhece clique aqui e fique por dentro do que essa maravilha pode fazer por você.

Nesse processo de escolha, deverá estar além do(s) proprietários (sociedade) da empresa, mas todos aqueles gerentes de departamento que utilizarão de forma massiva esse sistema. Se possível, até todos os funcionários técnicos específicos.

Para que você encontre um sistema de contabilidade competente e que contemple plenamente as suas necessidades, o nosso conselho é que você pegue um bloco de papel e uma caneta e anote os dez pontos a seguir, que serão de total influência na sua análise de sistema:

  • TEMPO É DINHEIRO

Não economize tempo na hora de escolher o seu sistema de contabilidade, pois já diria a sabedoria popular, “Tempo é dinheiro”, e nesse caso, tempo é dinheiro mais do que nunca. Até porque a escolha errada de um sistema contábil acarretará em perda de dinheiro, na troca, e de tempo na nova escolha.

No Brasil há cerca de 120 sistemas de contabilidade catalogados na Rede Mundial de Computadores, sendo que desses 120, aproximadamente 115 são empresas de cunho regional, sem a menor possibilidade e condição de se dispor a um mercado de amplitude nacional. O que já restringe muito os serviços de contabilidade disponíveis, caso a sua contabilidade tenha um amplo atendimento no território brasileiro.

  • TECNOLOGIA

Tecnologia tem muito a ver com funcionalidade e não necessariamente com atualização. É claro que quanto mais atual o sistema, melhor. Mas nada adiantará se ele for atual e feito “nas coxas”. Então, foque sempre no melhor desempenho que o sistema de contabilidade poderá ter, se for o mais atual possível, ótimo. Mas sempre teste.

  • BANCO DE DADOS

É nesse momento que o caldo entorna um pouco. Você pode ter um sistema contábil produzido por uma empresa com um banco de dados de outra. Existem diversas vertentes em relação ao banco de dados, alguns gratuitos mais outros pagos.

Você deverá observar a sua necessidade, disposição financeira e quantidade de memória que o banco poderá disponibilizar a sua empresa, para escolher o banco que mais se encaixe com o seu serviço.

  • RECURSOS

Voltamos ao papo de funcionalidade. O sistema contábil precisa ter o máximo possível de recursos, mas eles precisam de um bom desempenho. Muito mais vale um sistema minimalista, com menos recursos, mas que funciona, de modo geral, perfeitamente, do que um sistema com milhares de recursos, mas com falhas na mesma medida. Por isso, é importante que você sempre tenha uma disposição em estudar minunciosamente cada sistema.

  • REFERÊNCIAS

Ouça opiniões, mas procure escutar opiniões técnicas e que esteja fora de uma perspectiva de venda, mas, sim alguém que tenha entendimento técnico, envolvido com TI ou algo do tipo, mas sempre esteja alinhado com o pensamento da empresa. O olhar técnico lhe dará uma visão de suporte, mas as necessidades da sua empresa quem conhece como ninguém é você.

Há outros fatores importante na hora da escolha do sistema de contabilidade, como preço, treinamento, gestão de equipe, instrução etc. Mas para que o texto em si não fique quilométrico, transmitiremos os próximos cinco pontos que faltam num próximo texto. Por isso, acompanhe o blog da Contabilit e fique por dentro das dicas mais conceituadas do mercado de contabilidade.

Compartilhe:

Scroll to top
X
Olá, estamos ansiosos para falar contigo.