Honorários Contábeis: O que são e como Cobrar?

Após se graduar na faculdade, muitos contadores acabam ficando durante anos trabalhando em escritórios contábeis de terceiros, desempenhando tarefas repetitivas e ganhando um salário que nem sempre corresponda à sua expectativa enquanto profissional da contabilidade. Pensando nisso, muitos destes contadores decidem deixar de ser empregados para se tornarem seus próprios patrões, e assim abrem seu próprio escritório de contabilidade.

Assim como em qualquer negócio próprio, as possibilidades são imensas, mas os riscos também são. Abrir um escritório exigirá uma administração, não só dos recursos, mas como também uma boa gestão de clientes. Ter um bom relacionamento com os clientes implica em lhes oferecer um atendimento diferenciado e às vezes personalizado para cada demanda que o cliente trouxer.

No entanto, cobrar pelos serviços executados pode ser uma tarefa difícil de se calcular com precisão. Quem estabelece a tabela de honorários dos contadores são os sindicatos da categoria em cada estado, e nem sempre esta tabela oferece lucro ao profissional, dependendo do serviço que ele oferece. Estas tabelas de honorários contábeis variam bastante de um sindicato para outro, bem como para cada categoria de serviço.

A IMPORTÂNCIA DOS HONORÁRIOS CONTÁBEIS

É importante que os honorários contábeis sejam devidamente respeitados. Ele é importante principalmente pela valorização da atividade profissional, que é indispensável na economia, além de que respeitar a tabela de honorários é a garantia de não oferecer uma economia desleal a outros profissionais.

A relevância de estabelecer valores próprios, no entanto, está em garantir que haja lucro no serviço, pela saúde da empresa. Em alguns casos, o valor assegurado pela tabela do sindicato sequer chega a cobrir os custos obtidos para a realização do serviço.

COMO CALCULAR OS HONORÁRIOS?

Os honorários contábeis devem ser estabelecidos de acordo com a soma de alguns fatores, dentre eles: as horas trabalhadas e o tempo gasto para a preparação, os gastos com energia e outros gastos relativos ao funcionamento do escritório. Devem ser computados também os investimentos feitos dentro de seu escritório contábil, incluindo os tributos, a infraestrutura, a capacitação de pessoal técnico e os custos “pró-labore”, ou seja, o custo de seu conhecimento enquanto contador para a realização daquele serviço.

Tome cuidado para que seus custos não se tornem fora de realidade para o contexto do mercado em que se situa. Se houver a possibilidade de oferecer um preço menor para manter o escritório em competitividade com os concorrentes, é importante estabelecer um bom equilíbrio para não perder clientes aos outros escritórios.

Para resumir, uma boa fórmula de honorários contábeis é a seguinte: horas gastas + adicional anual + pró-labore (incluindo FGTS, 13º e férias) + 20% de lucro + custos adicionais não específicos. Ajuste os valores de acordo com a concorrência.

Lembre-se que a boa administração do escritório exige um contato personalizado com os clientes, portanto estes honorários podem ser ajustados de acordo com o relacionamento de determinados clientes (os mais fidelizados) com a empresa de contabilidade.

Fonte: http://rede-rnc.com.br

 

Banner Sidebar Blog Marketin Contábil Contabilit
X
Olá, estamos ansiosos para falar contigo.